Filmes

The Beautiful Game (2024) – Crítica

Compartilhe:


“Jogando pelo Time”: Uma História de Esperança e Camaradagem

Março se despede menos como um cordeiro e mais como uma promessa de dias ensolarados. Nesse cenário, surge um filme esportivo improvável e otimista, ambientado principalmente na cidade eterna: Roma. Não espere uma análise rigorosa da Copa do Mundo dos Sem-Teto; em vez disso, mergulhe em uma compilação habilidosa dos clichês esportivos mais antigos, ganhando vida através de atores encantadores.

O protagonista dessa jornada é Mal (interpretado por Bill Nighy), um ex-dirigente do West Ham que agora lidera a seleção inglesa nessa competição admirável. Mal é irônico, confiável e frequentemente visto em jaquetas com zíper. Um dia, ele cruza com Vinny (Michael Ward), um jovem espirituoso e destemido, durante uma partida de futebol infantil. Vinny marca um gol espetacular, e os sentidos aguçados de Mal não passam despercebidos. Os movimentos de Vinny são familiares, e Mal, que já esteve próximo de moradores de rua, ergue uma sobrancelha simpática diante das afirmações instáveis de Vinny sobre ter um emprego seguro e uma casa.

A reviravolta acontece rapidamente: Vinny é integrado à equipe e parte rumo a Roma. No entanto, este não é apenas um filme sobre futebol. Não há representação dos desafios desesperadores enfrentados pelos sem-abrigo quando não estão competindo internacionalmente. Cada jogador tem sua própria história, revelada no auge das emoções. Entre eles, há um refugiado curdo e um viciado em heroína em recuperação. O goleiro irlandês (interpretado por Tom Vaughan Lawlor) poderia ter tido mais destaque, mas todos estão unidos por uma narrativa que vai além das medalhas: a camaradagem e o valor de jogar pelo time.

Frank Cottrell-Boyce, colaborador frequente de Michael Winterbottom, nos presenteia com essa história de esperança, superação e amizade. Em meio aos clichês esportivos, encontramos uma lição valiosa: não importa onde você comece, o que importa é o espírito de equipe e a jornada compartilhada.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo