Música

When No Birds Sang – Full of Hell – Crítica

Compartilhe:

 When No Birds Sang: Full of Hell e Nothing se encontram no meio de um som sombrio e belo

O novo álbum de colaboração da banda de noise metal Full of Hell com os veteranos shoegazers da Filadélfia, Nothing, é um encontro fascinante entre dois extremos do espectro do rock. Full of Hell é conhecido por seu som implacavelmente denso, sombrio e pulverizante, enquanto Nothing é conhecido por sua atmosfera sonhadora e texturas etéreas. No entanto, When No Birds Sang consegue encontrar um ponto médio sonoro entre os dois, criando um álbum que é ao mesmo tempo perturbador e belo.

O álbum abre com a faixa-título, uma cacofonia de guitarras distorcidas, batidas pesadas e vocais guturais. É um ataque contundente que prepara o terreno para o que está por vir. A faixa seguinte, “Rose Tinted World”, é um pouco mais atmosférica, com guitarras lamúrias e vocais estrangulados. A letra fala sobre um mundo que parece perdido e sem esperança, e a música reflete essa sensação de desespero.

A partir daí, as faixas passam do feio ao bonito e vice-versa, às vezes parecendo permanecer nos espaços intermediários. “Like Stars in the Firmament” é esta colaboração no que há de mais fofo, fundindo uma melodia de guitarra hipnótica com vocais limpos e sonhadores que desmentem o medo existencial expresso na letra:

“Como estrelas no firmamento, nós brilhamos,
mas nossas luzes estão se apagando.”

“Spend the Grace” é uma faixa mais pesada, com guitarras distorcidas e vocais guturais. A letra fala sobre a perda e o luto, e a música reflete essa sensação de dor.

“When No Birds Sang” é um álbum que desafia as expectativas. É um álbum que é ao mesmo tempo perturbador e belo, e que é difícil de classificar em um único gênero. É um álbum que exige atenção e reflexão, e que irá ficar com você por muito tempo depois de ouvi-lo.

Aqui estão algumas observações específicas sobre o álbum:

  • A colaboração entre Full of Hell e Nothing é uma das mais bem-sucedidas que já ouvi. As duas bandas são capazes de encontrar um ponto médio sonoro que é ao mesmo tempo perturbador e belo.
  • As faixas do álbum são variadas, com algumas sendo mais pesadas e outras mais leves. Isso ajuda a manter o álbum interessante e envolvente.
  • A letra do álbum é geralmente sombria e reflexiva, mas também há momentos de beleza e esperança.

When No Birds Sang é um álbum importante para Full of Hell e Nothing. É um álbum que mostra a versatilidade das duas bandas, e que é um exemplo de como a colaboração pode produzir resultados criativos e inovadores.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo