Quadrinhos

Deadpool #1 – HQ – Crítica

Compartilhe:

 Deadpool: Uma Análise de Deadpool #1

Quando mencionamos Deadpool, palavras como engraçadoperverso e torcido vêm à mente. No entanto, “pai” não costuma ser uma delas. 

Surpreendentemente, nos últimos anos, Wade Wilson descobriu que tinha uma filha. 

 

Além disso, ele também “deu à luz” a um híbrido de cão simbionte que o enxerga como seu pai (ele a apelidou de Princesa!). 

A edição Deadpool #1 desempenha um papel magistral ao explorar essa história, especialmente para aqueles que conhecem Wade apenas pelos filmes de Ryan Reynolds.

Wade Wilson: O Mercenário Imortal

Nesta primeira edição, Wade está focado em sua especialidade: matar pessoas piores do que ele em troca de dinheiro. Seu comprometimento com o trabalho é ainda maior, pois sua razão de viver se resume a isso. 

A ironia reside no fato de que, embora seja efetivamente imortal (graças a uma maldição imposta por Thanos), Deadpool enfrenta um tédio existencial.

A Dualidade de Deadpool

Por trás da fanfarronice e da má reputação, Wade Wilson possui uma alma de herói. Entre as cenas de ação e comédia, Deadpool #1 também nos presenteia com momentos tocantes. Destaco suas interações com a Princesa e uma cena final em que ele verifica sua distante filha, Ellie.

Talvez Deadpool #1 não conquiste aqueles que ainda não abraçaram Wade Wilson como seu improvável salvador anti-herói. No entanto, para quem conhece o personagem apenas pelos filmes, esta edição é uma introdução perfeita ao mundo dos quadrinhos. 

E para os fãs de longa data, é um sólido lembrete de tudo o que Wade Wilson representa, abrindo caminho para uma corrida emocionante e divertida.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo