Literatura

A Maldição do Mar – Shea Ernshaw – Resenha

Compartilhe:

A Maldição do Mar, o livro o qual iniciei a leitura sem saber absolutamente nada do que iria encontrar, conseguiu me surpreender pelas arriscadas decisões narrativas, pela imersão e pela construção de mundo e personagens. Não que a obra da escritora norte-americana Shea Ernshaw possua uma qualidade de alto nível ou seja digna de se posicionar ao lado das grandes fantasias juvenis/YA que temos por aí. Todavia, a trama se tece por caminhos tortuosos em que personagens e mistérios nos cativam e alguns realmente surpreendem.

Em se tratando de uma obra voltada para um público mais jovem que normalmente se caracteriza por seus apreços por enredos mais convenientes, regados de suas inegáveis obviedades; A Maldição do Mar se destaca por ir na contramão em não apenas apresentar situações controvérsias e desfechos agridoces, como os sustenta sem medo – aparentemente – das retaliações dos fiéis leitores do gênero.

 

Sem entrar em grandes detalhes para evitar os temidos spoilers, devo dizer que por ser um livro corajoso, o romance fantástico de Ernshaw muito me agradou. Gosto de autores (as) que se arriscam, que fogem do comodismo e que vão além do previsível. Por este motivo, o livro acima mencionado provavelmente sofrerá por nadar contra a maré e se posicionar como algo fora da caixinha, tendo assim, grandes chances de desagradar uma boa parcela dos leitores. Com um enredo envolta de assassinatos de garotos que aparecem mortos em alto mar, vítimas dos espíritos vingativos de três bruxas outrora assassinadas neste mesmo local, entrega a princípio mais do mesmo, se desenvolvendo através de aparentes clichês dos romances sobrenaturais sucessos da década passada. Contudo, o desenrolar dos acontecimentos nos coloca no centro de uma narrativa que ebule nossas emoções, efervescendo nossas percepções, e nos deixando a mercê de julgarmos personagens e situações de forma talvez voraz e incômoda demais.

Quando corpos de garotos começam a aparecer no litoral da cidade de Sparrow, alguns moradores se perguntam se a antiga lenda sobre as bruxas vingativas seria verdade. Mas até onde essa caça às bruxas pode levar? Há dois séculos, três irmãs foram condenadas à morte por, supostamente, cometerem bruxaria. Pedras foram amarradas em seus tornozelos, e elas morreram afogadas nas águas profundas que margeiam a cidade.Agora, por um breve período de tempo – a cada dia primeiro de junho até o solstício de verão –, diz a lenda que as irmãs retornam, roubando os corpos de três meninas para que, por meio deles, possam buscar sua vingança, seduzindo e afogando meninos até a morte.Como muitos habitantes locais, Penny Talbot, conhece a lenda de cor. Mas, neste ano, quando a cidade se prepara para o anual retorno das irmãs, um rapaz desconhecido, Bo Carter, chega à cidade buscando suas próprias respostas.

E Penny o acolhe.Mas quando corpos de meninos locais começam a aparecer no litoral, o clima de desconfiança e medo atinge a cidade, dando início a uma verdadeira caça às bruxas.

A narrativa alterna, os eletrizantes eventos do presente com relatos do diário das jovens condenadas por bruxaria, resultam no thriller sobrenatural inesquecível que é A maldição do mar. “Equilibrando emoção delicada e suspense autêntico, a narrativa hipnótica traz os leitores à questão de como – ou se – a maldição das irmãs pode ser quebrada.” – Publishers Weekly“Uma história com substância e profundidade, sobre magia e maldições, traição e vinganças, mas, acima de tudo, sobre o poder redentor do amor.” – Amber Smith, autora best-seller do New York Times“Prepare-se para ser enfeitiçado.” – Paula Stokes, autora de Girl Against The Universe“Uma história mágica e assombrada sobre o mar, feitiços e segredos… Cuidado!” – Shannon Parker, autora de The Rattled Bones.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo