Esporte

Presidente da CBF irá responder contato de Textor na Justiça

Compartilhe:

Após muitas polêmicas, John Textor busca aproximação de presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, mas não terá vida fácil; entenda

O clima entre Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF, e John Textor, sócio majoritário da SAF do Botafogo, segue tenso. Após o norte-americano indicar que iria revelar indícios de fraude nos últimos dois Campeonatos Brasileiros e buscar uma aproximação do mandatário, a resposta desses problemas só irá ser resolvida na Justiça.

A informação foi compartilhada por André Rizek, no programa ‘Seleção SporTV’. “Por mais que o Textor esteja mandando sinais de pacificação, o presidente da entidade não vai recebê-lo e não vai retribuir os sinais pacíficos. A informação que eu recebi é que ele só conversa com o Textor na Justiça”, revelou o jornalista.

De acordo com Rizek, a relação do Botafogo com a CBF segue intacta, o problema é mais pessoal, envolvendo os dois representantes das instituições. Além disso, o processo de Textor segue em desenrolo. “Aquela posssibilidade que eu aventei, que era uma expectativa do próprio Textor, de que o processo criminal contra ele pudesse ser retirado por conta dessa movimentação. Isso não será feito”, disse.

O clima entre os dois não é dos melhores desde o final de 2023, após a partida entre Palmeiras e Botafogo. O Fogão sofreu uma virada histórica, mas o norte-americano acreditava que sua equipe havia sido desfavorecida pela arbitragem. Então, no microfone da transmissão, Textor pediu para que Ednaldo pedisse renúncia do cargo.

Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF – Getty Images

Desde então, Ednaldo Rodrigues vem movendo uma ação judicial contra John Textor, justamente por conta da declaração do empresário na beira do gramado do Nilton Santos, após derrota para o Palmeiras, pelo placar de 4 a 3. 


Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo