Esporte

Jalen Brunson domina e Knicks vence Celtics

Compartilhe:

O New York Knicks venceu o Boston Celtics nessa quinta-feira (11), por 118 a 109 em jogo espetacular de Jalen Brunson em pleno TD Garden. A partida tinha maior importância para os visitantes, que confirmaram a vitória de forma muito mais tranquila do que o placar indica. A rodada dessa noite ainda teve outras quatro partidas com algumas consequências no cenário final da temporada 2023/24.

Para o time de Nova York, foi uma vitória fundamental na luta para se manter na terceira posição do Leste, e ainda uma disputa com o Milwaukee Bucks pelo segundo posto. São 48 vitórias e 32 derrotas, com um jogo abaixo do rival na tabela. A equipe enfrenta o Brooklyn Nets já nessa sexta-feira (12), e por fim, encerra a temporada regular no domingo em duelo com o Chicago Bulls. Ambos os jogos são no Madison Square Garden.

Por outro lado, o jogo tinha pouca importância para um Boston que já se garantiu como líder tanto do Leste, quanto da NBA. Mas, foi a segunda derrota consecutiva para os rivais mais próximos na Conferência. O time ainda cumpre tabela na sexta contra o Charlotte Hornets, e no domingo contra o Washington Wizards. A equipe, aliás, se mantém atuando no TD Garden até o fim da temporada regular.

Knicks com “fome”

A vitória era fundamental para alcançar uma melhor colocação e afastar qualquer perigo do Cleveland Cavaliers encostar no Knicks. Mas, o triunfo desta quinta-feira, mostrou como o time pode ser perigoso após grande triunfo sobre o Boston Celtics.

É claro que não foi o jogo mais intenso dos Celtics, que afinal, jogam por nada, mas o a equipe visitante conseguiu mostrar algumas armas interessantes. Os rebotes ofensivos, por exemplo, machucaram o rival durante toda a noite. Em determinado momento do segundo quarto, parecia que todos os ataques que não acabavam em cesta ainda viravam uma segunda chance. Esse é um ponto forte da equipe desde o ano passado e um ponto fraco para Boston em algumas derrotas deste ano.

Sabendo usar isso, e frustrando o ataque de Boston, a vantagem de volume que o Knicks obteve foi fundamental durante toda a noite. E aí entra Jalen Brunson. O astro já havia feito 45 pontos no último jogo, enfrentando Alex Caruso. Hoje, do mesmo modo, não se importou também com Jrue Holiday e Derrick White. O nível de eficiência do astro foi surreal, e quando ele não pontuou, a equipe soube se aproveitar muito bem de sua gravidade para encontrar os arremessadores.

Destaque para os 16 rebotes de Josh Hart, a alma dessa equipe. Além disso, foi um dos melhores jogos de Bojan Bogdanovic desde que foi trocado para New York. A defesa esteve afiada, a execução ofensiva de Boston se perdeu em frustração e, mesmo nos poucos momentos em que errou, o ataque obteve novas chances com rebotes de ataque. Suco do melhor New York Knicks, em um show de Jalen Brunson contra o Boston Celtics.

Boston em banho maria

Apesar de não lutar por mais nada, o jogo de hoje poderia ter sido um bom recado do Celtics. Afinal, era o último grande teste antes da pós-temporada, considerando que eles enfrentam equipes fracas nos últimos dois jogos. Não foi um começo ruim, mas o meio do caminho desse jogo foi terrível, justamente no que vinha sendo o ponto forte das últimas semanas: execução ofensiva.

Uma corrida de 56 a 30 para New York, a partir do meio do segundo quarto, que encerrou o jogo. Boston sofreu com os rebotes ofensivos, como foi dito, mas também cometeu erros de ataque demais até o terceiro período. A frustração com o que o time estava cedendo na defesa virou um derretimento na parte ofensiva. Uma pane, e o jogo nunca mais voltou.

O quinteto titular, em si, não funcionou. O clássico alto volume de bolas de três teve problemas quanto aos principais jogadores. Jayson Tatum, Derrick White, Jaylen Brown e Jrue Holiday somaram 19 tentativas do perímetro, e apenas três caíram.

Ao menos, Joe Mazzulla fez algo que já teve em outros momentos da última temporada e que deve dominar as rotações nos últimos dois jogos: bons minutos dos reservas. Payton Pritchard e Sam Hauser foram, talvez, os melhores em quadra pela equipe que até encurtou a vantagem de New York no último quarto. Um jogo que chegou a estar em 31 pontos de vantagem acabou em nove.

Pode não ser nada mais grave, e provavelmente é isso mesmo. Mas, nas últimas chances de vencer jogos grandes em 2023/24, o Boston Celtics acabou sucumbindo, hoje, em show de Jalen Brunson pelo New York Knicks.

(48-32) New York Knicks 118 x 109 Boston Celtics (62-18)

New York

Jogador PTS REB AST STL BLK
Jalen Brunson 39 2 4 0 0
Donte DiVincenzo 17 4 4 1 0
Josh Hart 16 16 5 1 0
Bojan Bogdanovic 14 3 0 1 0
Isaiah Hartenstein 11 13 6 1 2

Três pontos: 14-36; Brunson: 6-11

Boston

Jogador PTS REB AST STL BLK
Jayson Tatum 18 4 7 2 1
Payton Pritchard 16 4 6 0 0
Sam Hauser 15 4 3 0 1
Jaylen Brown 15 2 1 0 2
Kristaps Porzingis 14 8 1 0 2

Três pontos: 16-42; Mykhailiuk: 3-4

Leia mais!

Outros jogos

Além da vitória do Knicks sobre o Celtics, em desempenho incrível de Jalen Brunson, outros quatro jogos marcaram a rodada dessa quinta-feira. Então, sem mais delongas, vamos a eles.

(38-42) Chicago Bulls 127 x 105 Detroit Pistons (13-67)

Depois de um primeiro tempo equilibrado, o Chicago Bulls despachou o Detroit Pistons no Michigan. Grande partida para DeMar DeRozan e Nikola Vucevic. Com o triunfo, a equipe garantiu a nona posição e vai receber o Atlanta Hawks no play-in do Leste, em um jogo de eliminação. Por outro lado, a derrota leva Detroit a pior campanha de sua história. Eles só podem chegar a 15 vitórias agora. Antes disso, a pior marca eram os 16 triunfos em 1979/80.

Chicago

Jogador PTS REB AST STL BLK
DeMar DeRozan 39 4 7 3 0
Nikola Vucevic 27 11 4 2 1
Coby White 18 3 5 0 1
Dalen Terry 12 2 0 1 0
Javonte Green 11 8 0 1 2

Três pontos: 14-36; DeRozan: 4-6

Detroit

Jogador PTS REB AST STL BLK
Jalen Duren 20 11 3 0 0
Marcus Sasser 20 0 5 2 1
Jaden Ivey 16 2 6 1 0
Chimezie Metu 15 8 3 0 0
Malachi Flynn 12 2 1 0 0

Três pontos: 14-35; Sasser: 4-10

(39-41) Houston Rockets 121 x 124 Utah Jazz (30-50)

Houston Rockets e Utah Jazz fizeram um jogo divertido em Salt Lake City. Afinal, em um jogo sem compromisso com a tabela de classificação, as equipes se soltaram e fizeram um duelo de muitas trocas de liderança. A atuação mais coletiva de Utah prevaleceu contra um Houston que fez pouco além de VanVleet e Whitmore.

Houston

Jogador PTS REB AST STL BLK
Fred VanVleet 42 7 7 2 1
Cam Whitmore 18 4 4 0 2
Amen Thompson 15 10 4 2 0
Jeff Green 13 6 0 0 0
Jock Landale 9 1 2 1 1

Três pontos: 21-47; VanVleet: 9-13

Utah

Jogador PTS REB AST STL BLK
Luka Samanic 22 6 2 1 0
Keyonte George 20 4 5 2 0
Brice Sensabaugh 17 6 3 0 0
Talen Horton-Tucker 16 5 5 0 2
Kenneth Lofton Jr. 14 9 5 2 1

Três pontos: 14-39; Sensabaugh: 4-9

(48-32) New Orleans Pelicans 135 x 123 Sacramento Kings (45-35)

Além do duelo vencido pelo Knicks de Jalen Brunson contra o Boston Celtics, outro duelo de destaque da rodada era New Orleans Pelicans x Sacramento Kings.

Uma noite brilhante da equipe de Zion Williamson do lado ofensivo, e um controle absoluto desde o primeiro quarto. Em todos os momentos em que Sacramento tentou algo, a resposta veio. Além disso, 22 bolas de três para New Orleans. A vantagem de um jogo para o Phoenix Suns na zona direta nos playoffs, foi mantida.

Por outro lado, resultado com graves consequências para o Kings. É verdade que ainda estão na oitava posição, mas agora estão igualados com a mesma campanha de Golden State Warriors e Los Angeles Lakers. A equipe terá que vencer Phoenix amanhã para continuar dependendo apenas de si para ter o luxo da chance extra do play-in. Ah, Sacramento não pode mais se classificar para os playoffs de forma direta.

New Orleans

Jogador PTS REB AST STL BLK
Zion Williamson 31 4 6 3 1
CJ McCollum 31 4 7 2 0
Trey Murphy III 27 5 4 0 0
Jose Alvarado 14 6 6 0 0
Jonas Valanciunas 13 10 3 1 0

Três pontos: 22-40; McCollum: 9-12

Sacramento

Jogador PTS REB AST STL BLK
De’Aaron Fox 33 5 8 2 0
Harrison Barnes 22 5 4 1 0
Keegan Murray 19 5 1 2 0
Domantas Sabonis 18 10 4 2 0
Davion Mitchell 13 2 5 0 0

Três pontos: 17-39; Murray: 5-10

(45-35) Golden State Warriors 100 x 92 Portland Trail Blazers (21-59)

O Golden State Warriors superou o Portland Trail Blazers no Oregon, e confirmou sua ultrapassagem sobre o Lakers pela nona posição. Eles agora estão empatados com os rivais californianos de Los Angeles e Sacramento. A luta pela oitava colocação continua.

Sobre o jogo? Foi duro de assistir nos três primeiros quartos. Erros de ataque do Warriors, um Portland bem alternativo errando muitos arremessos. Mas no fim, ao menos, Stephen Curry cresceu fazendo ou dando assistências para os últimos 15 pontos de Golden State, que defendeu muito bem nos últimos minutos para evitar uma derrota que seria terrível.

Warriors

Jogador PTS REB AST STL BLK
Stephen Curry 22 7 8 1 2
Jonathan Kuminga 19 6 1 1 0
Andrew Wiggins 15 5 1 1 2
Trayce Jackson-Davis 10 8 4 1 4
Kevon Looney 9 11 0 2 4

Três pontos: 12-35; Curry: 5-16

Portland

Jogador PTS REB AST STL BLK
Deandre Ayton 25 11 1 3 1
Scoot Henderson 18 3 12 2 0
Jabari Walker 17 16 1 1 0
Kris Murray 14 4 2 1 1
Duop Reath 8 5 0 0 1

Três pontos: 8-34; Walker: 2-3

Assine o canal intrometendo no Youtube

Todas as informações da NBA estão no canal intrometendo. Análises, estatísticas e dicas. Inscreva-se, mas dê o seu like e ative as notificações para não perder nada do nosso conteúdo.

Além disso, quer saber tudo o que acontece na melhor liga de basquete do mundo? Portanto, ative as notificações no canto direito de sua tela e não perca nada.

Então, siga o intrometendo em suas redes sociais e discuta com a gente o que de melhor acontece na NBA

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo