Esporte

imigração, futebol e resistência cultural

Compartilhe:

Palestino enfrenta o Flamengo na segunda rodada da Copa Libertadores 2024; saiba mais sobre o clube chileno e a sua importância histórica

Nesta quarta-feira, 10, o Flamengo receberá o Palestino no Maracanã, pela segunda rodada na fase de grupos da Copa Libertadores 2024. O Rubro-Negro chega ao confronto após faturar a taça do Campeonato Carioca no último final de semana, enquanto o time chileno se recupera da goleada sofrida para o Bolívar (4 a 0) no torneio continental.

Além da busca pela “glória eterna” em 2024, o Palestino defende seu papel na historiografia mundial. A instituição foi fundada em 1920 por imigrantes que se estabeleceram no Chile na época da Guerra da Crimeia. O povo palestino havia escolhido o país andino pela similaridade do clima com o de sua terra natal.

O time foi montado com o objetivo de preservar a cultura desses imigrantes e trazê-la para perto de seu novo lar. Assim, o simbolismo do Palestino transpôs as fronteiras sul-americanas, sendo tratado até como seleção nacional. Vale destacar que o escudo do clube está pintado no muro da Cisjordânia, o qual separa Israel da Palestina.

“Aqui, o clube tenta dar voz a esse povo palestino, que obviamente não passa bem. Agora, particularmente com a situação da guerra entre Israel e Hamas, obviamente o clube tem que estar presente passando uma mensagem de apoio. Somos mais que uma equipe, somos todos um povo, porque nosso time não é só sobre futebol”, afirmou o chefe de comunicação do clube, José Nazbo, ao “UOL”.

Mesmo quando não há jogadores palestinos no elenco, os membros da equipe sempre honram a história do clube com posicionamentos relacionados a pauta. O Tricolor, inclusive, já foi punido por usar o mapa da região original da Palestina (antes da criação do Estado de Israel) em seu uniforme.

A penalização havia sido implementada pela própria Federação Chilena, que multou o clube em 1.300 dólares (aproximadamente R$ 3 mil à época, em 2014). O Chile abriga a maior quantidade de palestinos fora do Oriente Médio; de acordo com a “BBC”, cerca de 500 mil pessoas pertencem à comunidade na terra sul-americana.

Em março deste ano, na vitória de 2 a 0 sobre o Nacional do Paraguai, válida pela Pré-Libertadores, torcedores do time de La Cisterna levaram cartazes nas arquibancadas em apoio ao povo palestino, pedindo o fim dos conflitos com o Israel. Porém, autoridades presentes no Defensores Del Chaco retiraram as pessoas que estavam protestando no local.

Com mais de 100 anos de trajetória, o Palestino foi campeão chileno em duas oportunidades (1955 e 1978) e da Copa Chile em três (1975, 1977 e 2018). Atualmente, ocupa o 4º lugar na primeira divisão do país andino. O duelo com o Flamengo nesta quarta-feira, 10, começa a partir das 21h30 (horário de Brasília).


Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo