Esporte

Carpini rebate críticas após vitória do São Paulo na Libertadores

Compartilhe:

O São Paulo conduzido por Thiago Carpini bateu o Cobresal e arrefeceu a pressão da torcida; técnico mencionou apoio do time e explicou formação

Na última quarta-feira, 10, o São Paulo de Thiago Carpini voltou a vencer. Com o placar de 2 a 0, o Tricolor bateu o Cobresal no MorumBIS e faturou o seu primeiro triunfo na Libertadores 2024. O resultado colocou o Soberano provisoriamente na 2ª posição do Grupo B e aliviou a pressão da torcida sobre o treinador.

“A aceitação às ideias é cada vez mais aflorada. Realmente era um bom trabalho do Dorival, vitorioso, de Copa do Brasil, mas que teve suas dificuldades, que venceu só um jogo fora de casa. Toda conquista é uma reformulação. Se fizéssemos as mesmas coisas talvez não tenhamos os mesmos resultados, precisamos fazer um pouco mais”, afirmou Carpini sobre a relação com o elenco atual.

O técnico ainda explicou a formação tática utilizada: “Eu discordo que três zagueiros seja uma condição de se defender. Respeitamos o Cobresal e conquistamos a vitória. Claro que em alguns momentos pode ter atrapalhado um pouco o nervosismo. Houve alguns erros. E não tivemos tanto tempo para trabalhar nessa formação. Com três zagueiros conseguimos ter amplitude pelos lados”.

Além disso, o comandante negou que o seu trabalho seja o fator responsável pelas lesões recentes. “Os problemas já vêm há quatro anos. É recorrente. Precisamos resolver internamente. Tivemos reuniões internas, ontem, antes de ontem, teremos outra amanhã. Precisamos resolver isso porque a responsabilidade cai nos atletas e em mim. Precisamos dividir com todos os departamentos do clube”, disse.


Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo