Música

Happiness Bastards – The Black Crowes – Crítica

Compartilhe:

 

 

Os Black Crowes revisitam seu passado em “Happiness Bastards”

O novo álbum do Black Crowes, “Happiness Bastards”, é um retorno às raízes da banda, com uma mistura de rock clássico, blues e country. O álbum certamente agradará aos fãs de longa data da banda, mas também pode atrair novos ouvintes com seu som atemporal.

Uma das coisas mais notáveis ​​sobre “Happiness Bastards” é a semelhança com o trabalho anterior da banda, particularmente o álbum “Southern Harmony and Musical Companion”. Isso pode ser visto na capa do álbum, que é uma versão desbotada da capa de “Southern Harmony”, e também na música em si.

Várias músicas do álbum apresentam riffs e grooves familiares que os fãs do Black Crowes reconhecerão instantaneamente. Isso pode ser visto em faixas como “Wilted Rose”, “Dirty Cold Sun” e “Bleed It Dry”.

No entanto, “Happiness Bastards” não é apenas um exercício de nostalgia. A banda também incorpora novos elementos em seu som, como a participação da cantora country Lainey Wilson em “Wilted Rose”.

No geral, “Happiness Bastards” é um álbum sólido que mostra que o Black Crowes ainda tem muito a oferecer. É um álbum que agradará aos fãs de rock clássico, blues e country.

Pontos-chave:

  • O álbum é um retorno às raízes da banda.
  • Há uma semelhança notável com o trabalho anterior da banda, especialmente “Southern Harmony and Musical Companion”.
  • A banda também incorpora novos elementos em seu som.
  • “Happiness Bastards” é um álbum sólido que agradará aos fãs de rock clássico, blues e country.

Outras notas:

  • A banda reconhece sua dívida com os Rolling Stones em algumas faixas.
  • O álbum foi lançado em um momento em que o cenário musical mudou drasticamente desde o último álbum de estúdio da banda.
  • A banda ainda está forte e as músicas são o que mais importa.
Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo