Música

Saviors – Green Day – Crítica

Compartilhe:

 Saviors, do Green Day: um retorno à forma

Três décadas depois de lançar seu álbum de estreia, Dookie, o Green Day lançou seu 14º álbum de estúdio, Saviors. O álbum é uma mistura de rock punk, rock clássico e baladas acústicas, e marca um retorno à forma para a banda.

 

A faixa-título, “Saviors”, é um hino roquenrol que declara o compromisso da banda com o rock & roll. A música é propulsiva e cheia de energia, e o refrão é cativante.

Outra música que se destaca é “Dilemma”. A música é um rock melancólico e suingante sobre os desafios da vida adulta. A letra é honesta e introspectiva, e a voz de Billie Joe Armstrong é poderosa.

O álbum também inclui algumas canções mais leves, como “1981” e “Corvette Summer”. Essas músicas são divertidas e despreocupadas, e são uma boa mudança de ritmo do rock mais pesado do álbum.

As letras de Armstrong são uma mistura de temas pessoais e sociais. Em “Dilemma”, ele canta sobre seus problemas com o alcoolismo e o amor. Em “American Dream Is Killing Me”, ele satiriza o sonho americano. E em “Living in the 20s”, ele aborda o tiroteio em massa de King Soopers em 2021.

Em geral, Saviors é um álbum forte que mostra que o Green Day ainda está em forma. A banda combina seu som punk clássico com elementos de rock clássico e baladas acústicas, criando um álbum que é ao mesmo tempo emocionante e reflexivo.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo