Música

Santhosam – Priya Ragu – Crítica

Compartilhe:

 A busca pela felicidade é uma jornada complexa e desafiadora, algo que a cantora e compositora Priya Ragu conhece bem.

Nascida em uma família de refugiados do Sri Lanka, Ragu cresceu na cidade suíça de St. Gallen, onde se viu dividida entre suas identidades ocidental e tâmil.

Em seu álbum de estreia, Santhosam, Ragu explora essas dualidades e busca encontrar sua própria felicidade. O álbum é uma mistura de sons dançantes e reflexivos, que refletem a jornada pessoal de Ragu.

O álbum começa com a faixa “School Me Like That”, uma declaração de intenções de Ragu. Na música, ela canta sobre a pressão que sente para se conformar com as expectativas dos outros. No entanto, ela também celebra sua própria independência e determinação.

Outras faixas do álbum exploram temas como amor, família e comunidade. Em “Adalam Va”, Ragu canta sobre sua ambição e resiliência. Em “Vacation”, ela incentiva os ouvintes a cuidarem de si mesmos.

O álbum termina com a faixa “Black Goose”/’Let Me Breathe’, um grito de guerra contra a injustiça racial. A música é uma expressão da esperança de Ragu por um mundo mais justo e amoroso.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo