Música

Pearlies – Emma Anderson – Crítica

Compartilhe:

 O álbum de estreia solo de Emma Anderson, Pearlies, é uma mistura de nostalgia e inovação que agradará aos fãs de longa data e aos novos ouvintes.

O álbum foi lançado em 2023, poucos meses após a 4AD reeditar os três álbuns de estúdio do Lush, banda da qual Anderson foi co-fundadora e vocalista. Essa coincidência não é coincidência, pois o som de Pearlies é claramente influenciado pelo trabalho do Lush.

As músicas do álbum são caracterizadas por guitarras brilhantes, vocais etéreos e atmosferas melancólicas. Anderson também explora novos elementos em seu som, como sintetizadores e ritmos dançantes.

A abertura do álbum, “I Was Miles Away”, é um exemplo perfeito do som de Pearlies. A música começa com uma introdução de órgão simples, antes de se desenvolver em um crescendo de guitarras e vocais.

Outras faixas do álbum, como “Taste the Air” e “Xanthe”, têm uma vibração mais sombria, com letras que exploram temas como perda e melancolia. Já a faixa “A Presença” é uma música mais dançante, com influências de música eletrônica.

Pearlies é um álbum que mostra que Emma Anderson ainda é uma artista talentosa e criativa. O álbum é uma jornada musical que combina o passado e o presente da carreira de Anderson.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo