Música

Eye on the Bat – Palehound – Crítica

Compartilhe:

 Eye on the Bat é o quarto álbum de estúdio da banda de indie rock Palehound, lançado em 14 de julho de 2023 pela Polyvinyl Record Co.



O álbum foi produzido pela própria El Kempner e Sam Cook-Parrott.



Eye on the Bat é um álbum de crescimento e mudança. Kempner canta sobre o fim de um relacionamento, a descoberta de si mesma e o que significa ser uma artista. As letras são sinceras e vulneráveis, e a música é vibrante e emocionante.

O álbum abre com a faixa-título, “Eye on the Bat”, uma canção sobre o fim de um relacionamento. Kempner canta sobre como ela está tentando seguir em frente, mas ainda está presa às memórias de seu ex. A música é um poderoso lembrete de como o amor pode ser doloroso, mas também pode ser libertador.

O álbum continua com as faixas “The Clutch”, “The Prettiest Girl”, “The Way It Used To Be” e “The Way It Used To Be”. Essas músicas são sobre o crescimento e a mudança. Kempner canta sobre como ela está aprendendo a se amar e a se aceitar, e como ela está encontrando seu lugar no mundo.

Eye on the Bat é um álbum poderoso e emocionante. É um álbum sobre amor, perda e crescimento. É um álbum que ficará com você muito depois de você ouvi-lo.

Aqui estão algumas das coisas que eu gostei sobre o álbum:

  • As letras de Kempner são sinceras e vulneráveis. Ela não tem medo de falar sobre suas lutas, e suas letras são sempre ressonantes.
  • A voz de Kempner é suave e etérea. Ela tem um talento natural para a melodia, e sua voz é sempre agradável de ouvir.
  • A produção do álbum é brilhante e cativante. As músicas são bem produzidas e o álbum como um todo é um triunfo.

No geral, Eye on the Bat é um álbum excelente. É um álbum maduro e ressonante que fala diretamente aos corações de seus ouvintes. Eu recomendo muito esse álbum para qualquer fã de indie rock.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo