Literatura

This Time Tomorrow – Emma Straub – Resenha

Compartilhe:

Ela gosta de seu trabalho, mesmo que não seja exatamente o que ela esperava. Ela está feliz com seu apartamento, seu status romântico, sua independência e adora sua melhor amiga ao longo da vida. Mas seu pai está doente, e ela sente como se algo estivesse faltando. Quando ela acorda na manhã seguinte, ela se encontra em 1996, revivendo seu aniversário de 16 anos. Mas não é apenas seu corpo adolescente que a choca, ou ver sua paixão do ensino médio, é seu pai: a versão vital, charmosa e de 40 e poucos anos de seu pai com quem ela se reencontra. Agora armada com uma nova perspectiva sobre sua própria vida e a dele, alguns eventos passados ​​assumem um novo significado. Existe alguma coisa que ela mudaria se pudesse?

“This Time Tomorrow” é o que todos esperávamos que “The Midnight Library” fosse: prosa inteligente, bem elaborada e evocativa, e a quantidade certa de brega que é inevitável em uma história de viagem no tempo. Em seu aniversário de 40 anos, Alice viaja de volta no tempo para seu aniversário de 16 anos e elabora um plano para salvar seu pai doente que está em seu leito de morte na linha do tempo atual.

Como o aniversário de 40 anos de Alice Stern está se aproximando rapidamente, ela rumina sobre o tempo que leva para morrer enquanto observa seu amado pai, o romancista Leonard fazendo exatamente isso. Sem revelar muito, ela encontra um portal que a transporta de volta ao seu aniversário de 16 anos em 1996! Sinto uma profunda inveja das oportunidades que isso oferece a Alice, especialmente em seu relacionamento com Leonard.

Eu amo os livros de Emma Straub, então acho que sou o público-alvo para este! A qualidade de sua escrita, o tom irônico, a natureza incisiva dos pensamentos de Alice puxam você sem esforço para o mundo dela e você se vê aceitando totalmente o conceito do romance. É uma história comovente e emocional como Alice reflete e se torna introspectiva em sua vida e o que ela tem e não alcançou.

Tenho tido uma boa série de livros que tenho gostado muito ultimamente. Não sei se é porque estou com disposição para determinada coisa e tenho espaço mental para ler, ou se é porque estou realmente lendo livros excelentes. Provavelmente um pouco de ambos.

Alice aos 16 e aos 40 são ambas maravilhosamente retratadas. É interessante ver as decisões que ela toma, o que a leva a elas e como ela se sente em relação aos seus pares enquanto olha através dos olhos de uma pessoa de 40 anos. Todos os personagens são bem desenvolvidos e fáceis de visualizar, mas o destaque é a relação entre Alice e Leonard, que homem maravilhoso ele é. Eu amo que isso dá a ela a chance de fazer as perguntas que ela nunca fez quando tinha 16 anos, porque por que você faria? Tenho inveja de não ter a oportunidade de fazer o mesmo!

As outras ‘estrelas’ do show são os anos 1990 e a cidade de Nova York. A viagem estilo back to the future evoca memórias maravilhosas e múltiplas, especialmente do cinema e da música, os anos 90 foram sobre o Oasis para mim! O cenário na cidade de Nova York, especialmente Pomander Walk, onde seu pai mora, é cheio de charme e atmosfera, mas é uma carta de amor para esta cidade vibrante e emocionante. O autor me transporta de volta para minha viagem lá!

Este livro foi excelente, semelhante em sensação a The Midnight Library ou The Invisible Life of Addie LaRue. Adorei o aspecto da viagem no tempo e como tudo se une. A relação entre pai e filha também dá ao leitor mais impacto emocional do que a “típica” história de viagem no tempo. É uma jornada deliciosa, lindamente escrita e eu a termino com um nó na garganta. Você nunca sabe o que está por vir e você só tem que estar feliz com o que está lá.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo