Literatura

She Gets the Girl – Rachael Lippincott – Resenha

Compartilhe:

Alex Blackwood é um pouco teimoso, com uma pitada de caos e muito flerte. Ela sabe como conquistar a garota. Mantê-la por outro lado… nem tanto. Molly Parker tem tudo em sua vida totalmente sob controle, exceto por seu completo constrangimento com praticamente qualquer pessoa além de sua mãe. Ela sabe que está apaixonada pela incrivelmente legal Cora Myers. Ela só ainda não falou com ela.

Duas meninas da faculdade de calouros estão à procura de amor. Uma garota ajuda a outra a superar sua timidez e lhe dá confiança para convidar a garota dos seus sonhos para sair. Durante toda essa prática romântica, os dois opostos encontram uma atração.

Alex e Molly não pertencem ao mesmo planeta, muito menos ao mesmo campus universitário. Mas quando Alex, recém-saído de uma separação ruim (mas espero que não seja permanente), descobre a paixão escondida de Molly enquanto seus caminhos se cruzam na noite anterior ao início das aulas, eles percebem que podem ter um interesse comum, afinal. Porque talvez se Alex se voluntariar para ajudar Molly a aprender como fazer com que a garota dos seus sonhos se apaixone por ela, ela possa provar ao ex que não é uma paqueradora egoísta. Que ela está pronta para um compromisso real. E enquanto Alex é a última pessoa que Molly pensaria que poderia confiar, ela não pode negar que Alex sabe o que está fazendo com as garotas, ao contrário dela.

Esta foi uma leitura adorável. Este livro me lembrou de todos os filmes de comédia romântica adolescente que assisti quando era adolescente, no final dos anos 90, exceto que os principais neste livro são estranhos. Eu teria matado por um filme como este crescendo naquele período de tempo. De qualquer forma, a sinopse menciona como isso teve a sensação de She’s All That, e acontece que foi um dos primeiros filmes em que comparei este livro também, então concordo completamente com essa afirmação.

À medida que os dois embarcam em seus planos de cinco passos para fazer com que suas garotas se apaixonem por eles, ambos começam a se perguntar se talvez sejam eles que se apaixonam… um pelo outro.

Esta foi uma história tão encantadora de New Adult, amadurecimento entre dois calouros de faculdade queer. Molly é coreana-americana e socialmente desajeitada. Ela esperava que a faculdade fosse um novo começo, onde ela pudesse conhecer novas pessoas e finalmente criar coragem para convidar Cora, a garota por quem ela se apaixonou no ensino médio. Alex, por outro lado, é um tipo de playgirl suave e distante (pense em Shane ala The L Word) que é dispensada por sua namorada músico porque ela acha que Alex não pode se comprometer.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo